Curiosidades: A Voz da Agência
(janeiro/1994)
      Uma série de emissoras dirigidas a regiões em conflito ou a países do chamado Bloco Comunista foram financiadas e administradas pela CIA. A Radio Free Asia operou de 1951 a 1955, no auge da Guerra Fria, com transmissores dirigidas principalmente à Republica Popular da China. Porém são poucos os chineses que, até hoje, possuem receptores de onda curta. Além disso, as transmissões da VOFC¹ e da FEBC² dirigidas à China Popular também possuíam um forte apelo anti-comunista, tornando a Radio Free Asia um esforço quase inútil.

      A Radio Swan começou suas atividades com a Revolução Cubana, dirigindo ataques ao governo de Fidel Castro e supostamente sendo dirigida por cubanos exilados. A emissora desapareceu do ar ao final da década de 1960, mas ao que parece retomou suas atividades na década de 1970, atacando o governo de Fidel Castro e assumindo uma postura de defesa do então governo do General Augusto Pinochet.

      Ao que parece, a CIA possui transmissores portáteis de modo a poder instalar uma emissora próxima a uma região de interesse com grande agilidade. A Agência estabeleceu uma emissora clandestina no Laos em 1971, com transmissões dirigidas ao Camboja no intuito de desacreditar o príncipe Sihanouk, deposto por um golpe de Estado. Um locutor imitava sua voz e pedia às jovens cambojanas que oferecessem favores sexuais aos soldados do "bravo exército vietcong",

¹ VOFC: Voice of Free China
² FEBC: Far East Broadcasting Company


(Publicado originalmente em janeiro/1994 no Boletim DX Magazine)
[+] Artigos
ÁUDIO E VÍDEO   |   ARTIGOS   |   BLOG   |   SOBRE   |   CONTATO

© 2019 Claudio Malagrino
Direitos Reservados
www.malagrino.com.br