Home > Espaço > Estação Espacial > A Estrutura > Mobile System
Resenhas
Cartas
Busca no site
Entre em contato
Home

      O Mobile Servicing System é um sistema controlado remotamente que permite a manipulação, por parte dos tripulantes, de objetos e módulos no exterior da Estação. O sistema completo é baseado em uma tecnologia desenvolvida pelo Canadá no início da década de 1980; o Canadarm foi utilizado pela primeira vez em novembro de 1981a bordo da Shuttle Columbia.

      Já o novo sistema, instalado na Estação Espacial, terá três componentes:

SPDM - Special Purpose Dexterous Manipulator
O SPDM é composto de duas mãos robóticas, cada uma com 7 juntas. É equipado com sistemas de iluminação e câmeras de vídeo, e é sensível ao peso das cargas que manipula, podendo realizar compensações automaticamente. Suas 7 juntas fornecem 15 graus de liberdade, permitindo a manipulação de cargas leves e pequenas, como baterias e sistemas de energia, evitando assim a necessidade de constantes atividades extra-veiculares (EVAs) com a presença de um astronauta.
SSRMS - Space Station Remote Manipulation System
O SSRMS é o "braço mecânico" do sistema. Foi projetado para mover-se livremente pela Estação, acoplando qualquer uma de suas extremidades aos pontos de fixação, ou Power Data Grapple Fixtures (PDGF). Assim que a extremidade fixa-se ao PDGF, o braço passa a utilizar este ponto como sua base de rotação. O SSRMS está equipado com 4 câmeras de vídeo para monitoração dos operadores, e possui 7 graus de liberdade de movimento.
MBS - Mobile Base System
O MBS é uma estrutura de apoio e movimentação de todo o conjunto através de trilhos que correrão sobre o Truss principal da Estação.
Ficha Técnica
Lançamento:
Vôo 6A
19 de abril de 2001

Fabricação: MD Robotics (Canadá)

MBS
Mobile Base System

Massa:
1450 kg
Capacidade de carga:
20.900 kg

SPDM
Special Purpose Dexterous Manipulator

Massa:
1662 kg
Capacidade de carga:
600 kg

SSRMS
Space Station Remote Manipulation System

Massa:
1800 kg
Capacidade de carga:
100.000 kg
Comprimento máximo:
17,6 m
MD Robotics - Ontario, Canadá
SSRMS - Canadarm 2 em fase de montagem.

NASA - Johnson Space Center
Mergulhadores realizam testes no tanque de provas do Johnson Space Center, de modo a simular um ambiente de baixa gravidade.

MD Robotics - Ontario, Canadá
Braço mecânico Canadarm 2 - SSRMS em fase de testes nos laboratórios da MD Robotics.

SSRMS em configuração de lançamento.

Concepção artística do Mobile Servicing System em sua configuração final, onde podem ser vistos seus três elementos básicos: o MBS (base móvel), o SSRMS (braço mecânico) e o SPDM (manipulador de cargas leves).
Ao fundo a nave Shuttle realiza manobras com seu braço mecânico Canadarm 1.

19/abril a 01/maio/2001
O astronauta canadense Chris A. Hadfield realiza inspeções externas no recém-montado braço mecânico SSRMS.

19/abril a 01/maio/2001
O astronauta Scott E. Parazynski faz uma checagem nas conexões do SSRMS - Canadarm 2.

Animação mostrando a movimentação do SSRMS - Canadarm entre dois pontos de fixação, ou Power Data Grapple Fixtures.
> Vídeo (100 kb/s)
Video plug-ins:
Windows Media
Entre em Contato   |   Sobre VivaCiencia   |   Política de Privacidade

© 2017 Claudio Malagrino - Direitos reservados

www.malagrino.com.br